sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

LIVRO DO ANO 2011 - LITERATURA ESTRANGEIRA

Foto: Orhan Pamuk, Nobel de Literatura de 2006

Gerana Damulakis
Esta postagem é para meu amigo, o poeta Goulart Gomes


OS LIVROS DO ANO 2011 FORAM MUITOS, MAS VOU DESTACAR CINCO DELES E COLOCAR O MUSEU DA INOCÊNCIA (COMPANHIA DAS LETRAS, 2011), DE ORHAN PAMUK, COMO O GRANDE LIVRO.

GRANDES LEITURAS:
BROOKLYN, DE COLM TÓIBÍN (Companhia das Letras, 2011)
NÊMESIS, DE PHILIP ROTH (Companhia das Letras, 2011)
CLARABOIA, DE JOSÉ SARAMAGO (Companhia das Letras, 2011)
E DEPOIS, DE NATSUME SOSEKI (Estação Liberdade, 2011) 
MONSIEUR PAIN, DE ROBERTO BOLAÑO (Companhia das Letras, 2011)

O fato de ter escolhido o livro de Pamuk vem obviamente da empatia que a leitora sentiu com o tema. Mas foi Urania Peres quem melhor disse sobre o livro. Primeiramente, ela colocou algo muito interessante, ou seja, os livros de Pamuk passam para o leitor, quase como uma contaminação, o sentimento dominante da narrativa. Se o livro Istambul, também de Pamuk, levanta uma vontade intensa de viajar para Istambul, este O museu da inocência, cujo tema é a obsessão, cria, durante a leitura, uma verdadeira obsessão pela própria leitura do romance. Dito isso, não resta mais o que completar, apenas indicar tal leitura tão envolvente.




8 comentários:

aeronauta disse...

Oi, Gerana, Carlos Barbosa fez para mim também uma grande propaganda desse livro. Aposto no bom gosto dos dois. Do autor apenas li "A maleta do meu pai" e fiquei deslumbrada. Grande abraço, saudades.

Assis Freitas disse...

vou partir para a leitura mais que recomendada do Pamuk,



abraço

aeronauta disse...

Oi, Gerana, passando para lhe dar um abraço de Natal! Muita paz, amiga. Saudades.

Ana Cecília disse...

Gerana, Pamuk também me encanta. Li "Neve" e "A maleta do meu pai", e me lembravam Dostoievski. Estou justamente começando a ler "O Museu da Inocência". Um grande abraço pelo Natal e um Feliz Ano Novo pra você!

Goulart Gomes disse...

Que bom vê-la de volta às atividades literárias, Gerana! Obrigado pela referência a este seu humilde admirador. Dos cinco, só comprei o de Saramago, quando de minha passagem por Porto, mas ainda não o li. Feliz 2012!

Bernardo Guimarães disse...

passei pra matar a saudade e tive a grata surpresa de ver a referência à Urania, um de meus idolos!
a dica foi anotada, como sempre.
abraço

Edu O. disse...

Querida, feliz 2012!!!

Ana Tapadas disse...

Gosto muito de Pamuk, mas confesso que só descobri a sua obra a sério depois do Nobel...pecado meu.


saudades!