sábado, 30 de janeiro de 2010

MEU ESCRITOR










Gerana Damulakis

Ele diz, pois que está (sempre esteve) seguro disso: "Eu sou um escritor". Aramis Ribeiro Costa é ficcionista, poeta, memorialista... Aramis Ribeiro Costa é escritor. Não resisto e, além do miniconto, segue um poema de Espelho Partido (FUNCEB, 1996).
Neste 31 de janeiro, seu aniversário, lhe desejo: vida longa, lovinho. De preferência, sempre comigo.



O HOMEM QUE NÃO TINHA MAIS NADA PARA FAZER

Aramis Ribeiro Costa

Cansado de tudo, concluiu que não tinha mais nada para fazer.
Então foi viver.



SONETO DO SOL DE MADRUGADA
----------Aramis Ribeiro Costa

É noite — como as noites são vazias
E faz silêncio à volta, em toda a estrada
As mãos já não procuram, são tão frias
É noite — e nem sinal de uma alvorada.

Há cruzes espalhadas — tão sombrias!
Há um desejo morto na calçada
As esperanças passam, fugidias
Parece que adiante não há nada.

E de repente o fim que se procura
Após a longa e triste caminhada
E finalmente a luz na noite escura

O sol brilhando em plena madrugada
O desejo de ser — sem ser loucura
A vida, num segundo, iluminada.



Foto de Aramis por Rejane Carneiro, jornal A TARDE.

23 comentários:

Flamarion disse...

Parabéns, Aramis!
Meus votos de saúde e paz.
Meu abraço.

Sergio Storino disse...

Gerana,
Parabéns pelo post. E parabéns para o Aramis pelo dia de hoje!
Adorei o miniconto e adorei o tratamento carinhoso "lovinho". :)

Assis Freitas disse...

Mês frutífero o janeiro. Parabéns ao escritor Aramis, muitas luas e versos nesta vida.

Gisele Freire disse...

Gerana
Gostei do poema e adorei o microconto!
Fico a imaginar aqui quantas coisas bonitas este poeta deve escrever...
bjs
Gi

Marcus Vinícius Rodrigues disse...

Belo soneto. Tenho essa frustração de não conseguir fazer sonetos, forma que gosto tanto.

Nydia Bonetti disse...

Gerana

Estes dois textos de Aramis são brilhantes. Parabéns ao escritor! Com certeza, um ESCRITOR.

Abraços!

Ianê Mello disse...

Parabéns ao escritor Aramis.

Parabéns à você pela merecida homenagem.

Bjs.

Alexandre Core disse...

Gerana,
Um Feliz Aniversário atrasado. Estou (tentando) reativar o blog e manter uma certa frequencia entre os posts. Nesse ano vai ter mais dos meus poemas prediletos e um tanto menos de poesia minha. Sua visita e seus comentários sempre foram de grande relevância para mim. Espero poder te ver vez ou outra lá em casa.
Alexandre Core

Ana Tapadas disse...

Adorei o soneto!
Parabéns aos dois!
Beijinho, Gerana

Janaina Amado disse...

Parabéns, Aramis! Vida longa, e com Gerana.

aeronauta disse...

Parabéns a Aramis e sua imensa literatura: litertura dos grandes, alta literatura!

dade amorim disse...

Parabéns ao Aramis e a você também.
Ser um escritor tem o seu lado espinhoso, como vocês devem saber bem. Mas o lado do prazer é sempre maior e compensa tudo.

Adorei o soneto, que a minha turma de contemporâneos (não pela idade, mas pela cabeça) não curte muito. No caso deste, então, é uma beleza de forma e conteúdo.

maria guimarães sampaio disse...

Feliz aniversário e feliz amor pra vocês dois!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Gerana, adorei o miniconto postado! Mas vim aqui desejar bom ano pra vc, que se iniciou no seu aniversário, que foi por estes dias.
Muita iniciativa e entusiasmo!

Valéria Martins disse...

Feliz aniversário, querida Gerana! E feliz aniversário para este escritor, o Aramis!

São muito bonitos o mini-conto e o poema dele.

Mas o que eu quero mesmo é te desejar saúde, paz, amor, felicidade, prosperidade, vida e Luz!

Um grande beijo, obrigada pelo carinho e pela lembrança. Boa semana!!!

Fernando Campanella disse...

Boa noite, Gerana, descobri teu blog e gostei muito, temos o Georgio Rios e a Ana Tapada como amigos em comum. Teu espaço é agradável, com muito boa literatura. Parabéns, virei mais vezes. Grande abraço.

glaucia lemos disse...

Muito sucesso, Aramis, pela nova idade, muito amor em sua vida e saude. O soneto é de um otimismo contagiante. Ainda bem que de repente a vida pode tornar-se outra vez iluminada. Que sua luz seja permanente e se projete muito muito muito além.

Mônica Menezes disse...

Que bonito!
Parabéns aos dois. Um lindo casal.

Ana Cecília disse...

Também eu desejo felicidades, ao aniversariante a a você.
E obrigada pela visita carinhosa ao Casulo!
abraços.

Chorik disse...

Ora pois, pelo visto não sou só eu a tecer homenagens aos amados.
Felicidade a ambos.
Bj

BAR DO BARDO disse...

Sim... Bons textos!

Fred Matos disse...

Um soneto magnífico e ótimo o micro-conto.
Pedindo perdão pelo atraso, parabenizo-a e ao Aramis.
Beijos, Gerana.

Nilson disse...

Parabéns atrasados para Aramis também! Nunca tentei um soneto: esse ficou muito bom!