domingo, 12 de julho de 2009

POSSÍVEL

Gláucia Lemos

Depois que te encontrei transitando
costumeiro
entre as páginas do meu livro interior,
como se estivesses frente à mesa
do jantar de tua casa,
descobri como me seduz e me conquista
a possibilidade
para todas as coisas.

Aprendo que viver é ser possível,
ainda que se me apresse
a negação de viver.

Eu sei.
Meu coração é um frágil carro de passeio
atravessando o sinal vermelho.


Gláucia Lemos é ficcionista, poeta, autora de mais de 30 títulos.
Foto: "Sinal vermelho para o voo", de Kauã Veronese, retirada do Flickr.

6 comentários:

aeronauta disse...

Gente, que sublime! Um poema sublime! O que dizer mais?

anna disse...

Um poema que ousa dizer que ousa. Nada como nos deixarmos atravessar certos sinais vermelhos.

tita coelho disse...

Glaucia, tem o dom da palavra. Eu chego a ficar sem ter o que comentar para fugir daqueles comentários cliches. Mas não posso deixar de dizer, é perfeito.
Beijos Gerana e Glaucia :)

pereira disse...

Gláucia, como sempre escrevo, delicada e forte ao mesmo tempo.

Luís Nefelibata disse...

Um beijo em seu poema, Gláucia.

glaucia lemos disse...

aeronauta, tita, pereira: Quantas palavras boas! obrigada.
anna: "ousa dizer que ousa",você viveu o espírito do poema, gostei.
Luís: OH Luís!!!!!!Você que não comenta nunca. O poema gostou do beijo.