sábado, 30 de outubro de 2010

POR QUE?



Porque os outros se mascaram mas tu não
-----------------------------Sophia de Mello Breyner Andresen

Porque os outros se mascaram mas tu não
Porque os outros usam a virtude
Para comprar o que não tem perdão.
Porque os outros têm medo mas tu não.
Porque os outros são os túmulos caiados
Onde germina calada a podridão.
Porque os outros se calam mas tu não.


Porque os outros se compram e se vendem
E os seus gestos dão sempre dividendo.
Porque os outros são hábeis mas tu não.


Porque os outros vão à sombra dos abrigos
E tu vais de mãos dadas com os perigos.
Porque os outros calculam mas tu não.


Ilustração: Life's Questions, de Paul Gauguin.

12 comentários:

Lúcia Delorme disse...

Grande Sophia! Aos poucos vc vai postando seus poemas. E "O Guardador de Mitos" não se encontra por aí? Nem em sebos?

cduxa disse...

Sophia de Mello Breyner Andresen
e Paul Gaugin. Numa urdidura de emoções.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Geranamiga

Belíssimo poema, por isso felicito-te. Ainda que eu seja mais prosa, de poesia como esta gosto muito.

Mas, ainda me deixa mais desvanecido, se possivel, o texto sobre a Florbela Espanca, mulher notável, poetisa notável.Sabias que o Amar assim perdidamente foi cantado pela Amália Rodrigues, transmudado em fado? Pois foi.

Amiga

Chego aqui por intermédio do nosso Amigo AC do INTERIORIDADES e estou muito satisfeito por te ter encontrado. O teu blogue é muito interessante, e bem escrito. O que, para mim, que sempre ganhei a vida a produzir prosa tão honesta quanto possível, (sou jornalista e dizem que também escritor, dizem…, e aos 69 anos não me sinto velho) é motivo acrescido de satisfação.

Espero que me retribuas a visita e deixes comentários na Minha Travessa. E, já agora, que te tornes minha (per)seguidora. Não é pedir muito… Obrigado

Qjs = queijinhos = beijinhos

NB – Peço-te desculpa, mas tenho de referir que este é um texto base, ainda que com algumas apreciações individuais e específicas. Infelizmente não sou dono do tempo, e a sê-lo seria uma chatice… Para que não haja dúvidas. Mas, é sincero.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Só mais uma adenda: tive o prazer, a honra e a felicidade de conhecer a nossa Sophia e com ela conversar bastantes vezes. Figura extraordinária, Mulher gentil, simpática, afável. Adorei.

+ qjs

Marcus Vinícius Rodrigues disse...

dois dias muito produtivos. viva! E mais: poemas seus. VIVA VIVA. gostei muito. principalmente o Esperando no Olimpo

Marcus Vinícius Rodrigues disse...

dois dias muito produtivos. viva! E mais: poemas seus. VIVA VIVA. gostei muito. principalmente o Esperando no Olimpo

Nilson disse...

Sophia?? Gostei do poema!!!

Leca disse...

Que lindo...
Gerana...

adorei o verso final...

"Porque os outros vão à sombra dos abrigos
E tu vais de mãos dadas com os perigos.
Porque os outros calculam mas tu não."

Beijos
L
e
c
a

BAR DO BARDO disse...

So good.

Valéria Martins disse...

Interessante!

claudio rodrigues disse...

Sophia, sabedoria, grande! Bom retornar minha leitura por aqui. Seu blog me alimenta! Obrigado!

Fanzine Episódio Cultural disse...

machadocultural@gmail.com
O Fanzine Episódio Cultural é um jornal bimestral sem fins lucrativos, distribuído gratuitamente no sul de Minas Gerais, São Paulo (capital), Salvador-BA e Rio de Janeiro. Para participar basta enviar um artigo sobre esporte, moda, sociedade, curiosidades, artesanato, artes plásticas, turismo, biografias, livros, curiosidades, folclore, saúde, Teatro, cinema, revistas, fanzines, música, fotografia, mini contos, poemas, etc.
Contato: Carlos (editor)
machadocultural@gmail.com
SKYPE:Tarokid18
MSN: machadocultural@hotmail.com
http://www.fanzineepisodiocultural.blogspot.com
Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=1464676950&ref=profile
VEJA O FANZINE EPISÓDIO CULTURAL NA FEIRA DO LIVRO DE POÇOS DE CALDAS 2011
http://www.feiradolivropocosdecaldas.com.br/