sábado, 28 de novembro de 2009

NOSSO CRISTO SALVADOR: MEU OLHAR DIÁRIO PARA ELE

















Gerana Damulakis

O Rio de Janeiro tem o seu Cristo Redentor (à esquerda da tela) e Salvador, Bahia, tem seu Cristo Salvador.
Adoro admirar ambos, mas o meu (nosso, dos soteropolitanos) recebe um olhar diário. Daquela sinaleira ali perto, não resisto a lançar-lhe uma mirada. E fiquei sabendo por Aramis Ribeiro Costa que o nome Cristo Salvador, assim como o do Cristo Redentor, tem relação com a postura da figura.
O nosso Cristo, na Barra, foi esculpido pelo italiano Pasquale De Chirico em Gênova e chegou na Bahia a pedido do desembargador José Botelho Benjamin como uma doação, um presente para a cidade. Em decorrência disso, o Cristo é propriedade da prefeitura municipal de Salvador.
O monumento chegou pelo navio Cervino. Sua inauguração, com solenidade, se deu em 24 de dezembro de 1920. Houve discurso do orador sacro de então, padre Luiz Gonzaga Cabral.
O Cristo está feito em mármore de Carrara, mede 7m no total, sendo de 2,80m a estátua. Ela fica sobre um pedestal de concreto, revestido de placas de mármore escuro.
Contudo, o Cristo não esteve sempre no morro do Ipiranga, Avenida Oceânica - trecho da Barra. Primeiramente foi colocado no Monte de Jesus, morro da Aeronáutica, em Ondina. No ano de 1967 deu-se a transferência por causa da pedreira que havia ali e que estava pondo em risco o Cristo.
Eu, confesso, não sabia tais dados e já conheci o Cristo onde ele está, para onde olho, para onde olhei hoje, quase agora, admirando-o sempre.

4 comentários:

Silvana Nunes .'. disse...

BOM DIA, minha querida amiga.
Antes de mais nada estou aqui para agradecer a visita e seu comentário tão significativo para mim. Eu ando um pouco ausente, minha conexão anda péssima, lentíssima. Como já havia dito, eu moro dentro de um pedacinho da mata Atlãntica e o sinal aqui é muito dificultoso. Além do mais, com toda essa chuva que tem caído tenho mantido o meu computador desligado por conta dos raios, já queimei uma televisão por causa disso, aqui não tem pára-raios ( agora vê, acostumada com cidade grande, achei que no mato poderia existir um pára-raio - só eu mesma). Espero que compreenda.
A medida do possível vou colocando as histórias, com a lentidão de sempre.
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... agradece mais uma vez a sua visita esperando que volte sempre.
BOM DOMINGO.
Saudações Florestais !
http://www.silnunesprof.blogspot.com

'The taming of the shrew' reedited: disse...

Obrigada, Gerana. Muito obrigada.
Bendita seja você, abençoada e protegida por Nossa Mãe e pelo Cristo, o privilégio diário de seu olhar. Bendito seja seu bisavô que lhe ensinou o melhor presente que se pode ofertar.
Beijos

maria guimarães sampaio disse...

Gerana, quando eu era novinha e era antes do golpe e não era proibido subir no "Morro do Cristo" que era da aeronáutica, era moda - quem tinha carro (raro) ou quem arranjava carona: dar uma volta no Cristo. É bonito onde ele está agora, adoro toda aquela paisagem dali até o farol. Não suporto o Barravento ocupando o "jardinzinho de Hélio Machado" e ainda chamo o da aeronáutica de Morro do Cristo.
Beijos de Maria

gláucia lemos disse...

Sobre a postura do Cristo Redentor eu sabia que os braços abertos significam o sacrifício da crucificação, pelo qual Cristo REDIMIU a humanidade dos seus (nossos) pecados. Sobre a posição do Cristo Salvador,(como é lindo!) ainda desconhecia o significado. Importante a informação. Aramis, como sempre, pontificando. De minha parte, muito obrigada!