domingo, 7 de dezembro de 2008

O MAGISTRAL CONTO DE NATAL


Gerana Damulakis


Se entrarmos nas histórias que envolvem um homem e uma mulher numa noite de Natal chega imediatamente a lembrança de O. Henry, pseudônimo de William Sydney Porter, com seu magistral conto “O Presente dos Magos”, aproveitando o Natal e a arte de dar presentes inventada pelos magos para narrar uma prova de amor, o amor com generosidade, o menos ambivalente dos amores, talvez o sábio, o mago amor.
Temos um casal pobre: cada um deseja intensamente presentear o parceiro. Eles têm dois únicos tesouros: ele, um relógio de ouro, que pertencera ao avô, mas que levava preso num cordão de couro gasto, fazendo-o sentir vergonha ao consultá-lo: ela, portadora de uma vasta cabeleira, como uma cascata caindo-lhe pelas costas. Sem que um soubesse da angústia do outro para resolver o problema de como obter dinheiro e comprar um presente, acabam demonstrando a mesma intensidade de amor (ou a mesma maneira de senti-lo).
Ele vende o relógio e compra um jogo de pentes de tartaruga legítima, pentes orlados de pedraria, para os cabelos da amada. Ela vende o cabelo, que é cortado tão rente a ponto de conferir-lhe a aparência de um meninote, e adquire um bela corrente de platina digna do relógio do marido. É o conto magistral, sem outros comentários.

2 comentários:

gláucia lemos disse...

Conheço este conto, Gerana, realmente um conto de mestre. Com surpresa já encontrei também outros contos pouco criativos,com a mesma fórmula, publicados em revistas, faz muito tempo tempo.
Lembro-me de um que trata de um jovem casal sem dinheiro,o único bem dele é uma moto comprada com sacrifício e o dela uma corrente de ouro herdada da mãe. Ele vende a moto para comprar uma joia para ela usar na corrente, mas ela vendeu a corrente para comprar um capacete para ele poder usar a moto - que não tem mais.

Vick disse...

MINHA AVÓ MANOELA CONHECE SUA MÃE: ELIANA. SUA MÃE LIGAVA TODOS OS ANOS, MAS DE DOIS ANOS PRA CÁ ELA NÃO RECEBE MAIS ESTAS LIGAÇÕES. MINHA AVÓ QUER SABER O QUE ACONTECEU. SUA MÃE HAVIA QUEBRADO O FÊMUR DA ÚLTIMA VEZ QUE MINHA AVÓ A TELEFONOU.

AGUARDO RESPOSTA SOBRE AS NOTÍCIAS ATUAIS.

ATENCIOSAMENTE,

VICTÓRIA RÉGIA (NETA DE MANOELA)