segunda-feira, 27 de outubro de 2008

ENSAIOS AMADORES... OU NÃO!

Gerana Damulakis



Ensaios Amadores... ou não! (Scortecci, 2008)é o título do volume de poemas de uma escritora que suspira. Sua marca: o uso de reticências quase a cada verso, o que, de saída, levanta a lembrança de Mario Quintana que dizia serem as reticências como representantes dos suspiros. E um suspiro na poesia sacraliza o lirismo que ela carrega. Tal lirismo, cristalizado na poesia de Letícia Losekann Coelho, encontra sua força quando trabalha o onírico e pontua cada verso projetando imagens deste delírio e deste sonho: um exemplo excelente é o poema “Devaneios dos sonhos”.
Os poemas “Vento” e “Velho guri” são apenas dois exemplos - há outros - que trazem uma complementação ao vigor poético do livro: representam, pois, a inclusão do peso do tempo. E vale dizer mais: dão conta da experiência dos sentidos e, portanto, da sensualidade, tanto as imagens plasmadas em um poema como “O amor”, quanto a fantasia em “Flor da pele”. A uniformidade estilística do livro de Letícia é sinal da segurança no seu fazer poético, porém, sinaliza igualmente a sua persistência no que acredita, sem a necessidade de experimentações várias. O que é o mesmo que dizer que Letícia tem uma maturidade que lhe é inerente e que se materializa no verso, na estrofe, enfim, no poema, pois que não o perde de vista. Sua intenção poética é lançar a emoção e a conseqüente sensação no papel; e, assim como nós fazemos diante de uma impressão que nos comove, a poesia de Letícia suspira... em êxtase!

VENTO
Letícia Losekann Coelho

O vento procura-me pelos cantos...
Preenche-me de lembranças...
Faz o que dorme acordar...
Fecho meus olhos...
E sinto as punhaladas...
Trago meu cigarro amargo...
E quando solto a fumaça...
Vejo o vento partir...
Com as lembranças mortas...
Que insistem em vir aqui...
Exorcizo-te em mim...
Regozijo quando tu te vais...
Para sempre...
Até o vento voltar!

4 comentários:

tita coelho disse...

Gerana,
Fico feliz que tenhas gostado do meu livro! Minhas reticências as vezes me irritam, já aprendi a diminuir... Mas as adoro kkkkkkk
Fiquei realmente sem palavras com os teus elogios querida. Sabes que agora ando "experimentando" a forma exata... o Soneto, e esse sim esta me dando nós na cabeça! kkkkk
Beijos obrigada, e amei que tu gostou do livro!!:)

anna disse...

Muito bom, parece muito bom mesmo. Pode-se pedir na Scortecci?

Gerana Damulakis disse...

Pode experimentar, mas não perca sua marca.É algo raro alguém ter desenvolvido uma característica forte, marcante e definidora. Os apelos são muitos e achar a pessoa poética fica difícil. Lembre que você achou de saída, não perca o que identifica a sua poesia. Não confundir o que aponto com deixar de evoluir.

tita coelho disse...

Anna,
se pedir na scortecci fica mais caro, me envia um e-mail que te digo como adquirir!

Gerana,
não penso em mudar o estilo, mas experimentar... aprender mais! Acho linda a forma do soneto, daqueles perfeitos com métrica, conteúdo e ritmo... Ando tentando fazer, vamos ver o que vai dar kkkkk
Beijos e obrigada de novo :)