domingo, 14 de setembro de 2008

A CULPA É DOS FRANCESES!



Gerana Damulakis

Na posse do contista Hélio Pólvora para a Academia de Letras da Bahia, o discurso de recebimento foi feito por James Amado para seu, daí para a frente, imortalidade incluída, novo confrade. James Amado começou sua fala dizendo: “A culpa é dos franceses!”. E seguiu, após longo silêncio, justificando a exclamação, pois foram os franceses que inspiraram, com sua Academia, a que Machado de Assis veio a fundar. Nesta linha, os baianos também fundaram a sua, a ALB.
Outro dia, eu e Aramis Ribeiro Costa, estávamos relembrando este fato, que se tornou antológico no arquivo de minhas lembranças. Horas depois, ou dias, não sei, senti uma necessidade de ler alguma coisa que satisfizesse determinados anseios, e terminei concluindo que eu precisava de tal leitura, mas disse em voz: “A culpa é dos ingleses...”. Agora, virou vício, porque tenho necessidade de certas literaturas de acordo com meus estados de ânimo, assim como uma pessoa com pressão baixa precisa de sal, e, então, ao examinar o que me falta, arremato a conclusão e digo de quem é a culpa. Ultimamente a culpa tem sido amiúde dos japoneses.
Hoje, no entanto, senti muita vontade de encontrar as palavras do Bruxo, talvez porque seja setembro e, logo, no dia 29, se dará o centenário da morte dele. Daí que, como eu gosto de homenagear os escritores com o ato mais lógico, lendo-os, preciso realizar o desejo. E não sei o que lerei, já li toda sua obra e reli muitos romances e contos e crônicas. Sei que preciso encontrar o brilho daquelas frases, a maestria na construção do texto, a ironia latente... a culpa é de Machado!

2 comentários:

Carlos Vilarinho disse...

"Missa do Galo" ou "A Cartomante" que tal?

glaucia lemos disse...

Você também? É que aqui em casa, nós temos uns ditos assim também, para determinadas situações há umas exclamações somente nossas, isso é muito bom, cria um clima de cumplicidade na família. Adorei a culpa de quem é. Hoje, para este comentário, a culpa é de Gerana. Um beijo.