domingo, 8 de agosto de 2010

ÂNGELA E MÔNICA: DIA 24

Gerana Damulakis

A arte, toda a arte, nasce da dor, da reflexão, do sentimento, da profundidade de espírito - da largueza e da profundidade de espírito.
A compreensão da ambiguidade dos valores humanos pode gerar uma interpretação que de alguma forma consiga ser plasmada: tal forma é a arte. Ou a arte é a forma, melhor dizendo. A arte plasma os elementos essenciais da vida e, de mãos dadas com a beleza, o resultado é aberto às possibilidades de leitura.
Duas poetas entendem muito bem do assunto: Ângela Vilma e Mônica Menezes.

SENTENÇA
Ângela Vilma

O amor não nos salvará.
Não há salvação no amor.

Tu onde estás, eu onde estou,
Almas que se beijam no ar.

Apenas isso, e a doce vontade
Desesperada de amar.


MULHER
Mônica Menezes

quis para mim a graça
do sonho de ser tua
e penteei meus cabelos
e pintei minha boca
e escolhi no espelho
meu melhor olhar de mulher
mas tuas mãos não são livres
teu coração já tem dona
e eu voltei para casa
menina
trazendo a máscara na mão

O lançamento dos livros Poemas para Antonio e Estranhamentos foi transferido para o dia 24 de agosto. Vale a pena uma visita ao blog http://angelaemonica.wordpress.com/.

24 comentários:

M. disse...

Gerana, você já deve saber que sou de poucas palavras. As únicas palavras que tenho agora são: muito obrigada. E com elas receba meu mais amoroso abraço.

Caio Rudá de Oliveira disse...

Irei.

Sem mais.

Tania regina Contreiras disse...

Maravilhosos os poemas! Ambas são boas, heim?
Beijos, Gerana

Lisarda disse...

Irei, em espíritu.
Um abraço para vc e para esas dois poetas que apresentarám seus livros no aniversário de Borges.

aeronauta disse...

Agradeço profundamente a sua generosidade, sua amizade e, principalmente, a leitura sempre cuidadosa dos meus escritos.
Bjos, Ângela Vilma.

Assis Freitas disse...

Votos de parabéns para Angela e Monica,

abraço

p.s. obrigado pelas tuas palavras no mileumpoemas

gláucia lemos disse...

No dia 24 a Fundação Pedro Calmon estará lançando a coletânea de escritores que participaram de um projeto de lá.Eu estou com um conto. O que farei? As meninas são muito poetas, e as meninas são minhas amigas que-ri-das, vou ver como concilio os horários. Seja o que Deus quiser...

Bípede Falante disse...

Ai ai... E essa Bahia agita :)

Rayuela disse...

bellos, bellísimos poemas!
felicidades para ambas poetas!

y excelente tu definición del arte,Gerana.

(espero la lista de los cafés; y olvidé decirte que leer tu comentario con unos versos de mi poema traducidos al portugués, me emocionó profundamente)

mil besos*

Marcus Vinícius Rodrigues disse...

chegarei, como sempre, às 22h.

Jairo Cerqueira disse...

Belos textos Gerana.
Tenha uma ótima semana.!

cirandeira disse...

Gerana, mas esse teu espaço é realamente "la crême de la crême"!
Gostei muito de teus textos e as duas poetas são muito boas! Meus sinceros PARABÉNS!

Uma ótima semana pra ti

dade amorim disse...

Quanta efervescência aí em sua boa terra, Gerana! Fico babando daqui. Desejo às poetas o maior sucesso.

PS: gostei de ver seu retrato, você é muito bonita.

Voltando das férias, contente da vida.
Um beijo.

Lima Trindade disse...

Dia 24 estarei lá.

AC disse...

Excelentes poemas, a abrir o apetite para mais.
Pena ser tão longe... :)

Beijo :)

Chorik disse...

O lirismo de ambas está tão à flor da pele! Poemas lindos os que li até agora. Aguardo ansioso pelos livros.

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

Agadeço pela gentileza em participar do nosso Mais uma dose,e é claro pela crítica leitura que fez do trabalho ...Forte abraço
ternura e alegria sincera sempre

Zélia Guardiano disse...

Lindeza, Gerana!
Poemas tão transparentes! Um cristal...
Ângela e Monica: Que poetisas!

Grande abraço, amiga!

Nilson Barcelli disse...

Gostei de ambos os textos.
Cada um ao seu estilo, mas igualmente bons.
Querida amiga, bom resto de semana.
Beijos.

Fernando Campanella disse...

Teu comentário sobre a arte é de uma lucidez incrível, vc disse tudo em poucas, maravilhosas palavras, Gerana.
E os poemas são belíssimos. Sabe, eu fico pensando, quanta gente boa por aí, fazendo poesia tão linda, espalhada por este Brasilsão nosso e de Deus.
Obrigado por teu maravilhoso espaço, minha amiga, sempre aberto à toda arte.

Jefferson Bessa disse...

Gerana, é só alegria quando vejo a poesia acontecendo assim... Parabéns! Um beijo. Jefferson.

Mai disse...

Admirável a difusão que fazes da literatura, seja de novos talentos ou de escritores clássicos.

Li o livro do Ednei e Herculano, com tua revisão. Incentivadores como tu, são cada vez mais raros.

abraços e admiração

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Garana
que bonita a tua introdução. Vc é simples, objetiva e profunda, sempre. Acho que começo a entender pq vc abandounou as ciências para se dedicar às letras. Aqui, nas letras, vc tem sossego.....

Gerana Damulakis disse...

Que nada, Wal, continuo com a matemática (pelo menos com ela; da química é que ando distanciada), não sei viver sem os números.