segunda-feira, 23 de agosto de 2010

AMANHÃ: MUITA FESTA!

Amanhã, terça-feira, Ângela Vilma e Mônica Menezes no lançamento de seus respectivos livros: Poemas para Antonio e Estranhamentos. Festa, festa, festa!

16 comentários:

Zélia Guardiano disse...

Oh, Gerana, querida!
Quem me dera estar aí por perto, para poder prestigiar...
Então, como vivo longe de vocês, fico aqui, à distância, torcendo para que seja o evento seja enorme sucesso, que certamente será!
Grande abraço!!!

M. disse...

Você é uma doçura. Obrigada, Madrinha. Bjs.

Anônimo disse...

Estarei lá.
Fátima

Centelhas do outro disse...

Essa Ninfa das Estrelas é tudo de bom!

aeronauta disse...

Obrigada, Gerana, por tudo que você faz por nós, por nossa poesia.

Rayuela disse...

felicidades para Ângela Vilma y Mônica!

buena fiesta!


besitos*

Lidi disse...

Como não poderei estar lá com vocês, ficarei festejando daqui. Beijo, Gerana.

Lisarda disse...

Parabéms para as dois!
Gerana, meu correio de Lisarda tem algum feitiço; escreva-me a nippur24@gmail.com e desculpe-me a involuntaria descortesía, um abraço.

Valéria Martins disse...

Boa sorte e sucesso às autoras!

Obrigada, Gerana. Não sou poeta, mas de vez em quando, saem essas coisas. Beijos,

Kovacs disse...

Desejo boa sorte para as autoras aqui do Rio de Janeiro!

Lívia Natália disse...

Querida,

Foi um prazer te conhecer. O mundo nos conecta assim, pela rede infinda das amizades e dos afetos.

Um beijo!

Edu O. disse...

Infelizmente não pude ir por causa de compromissos de produção. Imagino a maravilha do encontro que aconteceu e o sucesso das meninas.

glaucia lemos disse...

Fui lá. As meninas são o que se pode esperar de autoras da melhor poesia. POESIA com letras maiúsculas, o que nem sempre é possível afirmar de qualquer livro. E falo das duas. Cada página um novo trago do mais requintado néctar. Que bom, gente boa de poesia no pedaço!!!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

ueba
ueba
ueba

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

despois venho ler o Borges.... que adoro, apesar de quando perguntado sobre Fernando Pessoa, tenha dito que desconhecia o poeta.

Fernando Campanella disse...

Que maravilha de texto, o final é de uma perspicácia, uma 'sacação', incríveis. Mas cá entre nós, acredito que quando falamos, em geral, estamos falando conosco mesmo, estranho isso não? Em grande parte dos diálogos nosso eu conversa com outra parte de nosso eu, ou um outro eu, refletido no outro. Meu Deus, que 'filosofice'! De qualquer maneira, é um lindo texto. Abração, Gerana.