sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

POESIA NO BLOG

Gerana Damulakis

E ainda há quem tenha preconceitos: "Não sou blogueiro", "Não tenho tempo para blogar" etc. Pois, pena de quem assim pensa com seus retrógrados pensares.
Outro dia, a poeta Myriam Fraga e eu estávamos conversando exatamente sobre a qualidade da poesia que se encontra nos blogs. Claro, há muita catarse, poesia inocente, blá blá blá, mas há muito, muito mesmo de poesia de excelente qualidade nos blogs do Brasil, de Portugal e dos países de língua portuguesa na África.
Assim conheci - e, ao escrever sobre o assunto, não posso deixar de enfatizar o fato - a poesia de primeiríssima água de Nilson Pedro, postada primeiramente no seu blog Blag (http://nilsonpedro.wordpress.com/), atualmente com livro publicado, intitulado Caixa Preta (P55 Edições, 2009). Não listarei outros poetas para não correr o risco de esquecer algum nome e, também, porque agora quero trazer para este espaço um exemplo da poesia de Henrique Pimenta, do blog Bar do Bardo (http://dobardo.blogspot.com/), com sua devida autorização.

FELICIDADE
------------Henrique Pimenta

Eu não posso ser inocente nem inocentado
pelo seu colo de luz.

Eu me intrometo por estranhas simetrias
nas curvas desconexas
de sua luxúria.

Vou dos haveres de Deus
às franjas do Nada
num só
coice.

Ai.


Ilustração: Morning in the City, c. 1944, de Edward Hopper (1882-1967).

18 comentários:

BAR DO BARDO disse...

Gerana, agradeço pela divulgação.

Nasci em 1965 e escrevo como vício desde os meus quinze aninhos. Escolhi a moldura do blogue por se tratar de uma anaquia pura e por me propiciar alguns recursos impossíveis ao papiro. Mas ainda publicarei nos moldes convencionais um dia.

Concordo, amiga, se você fosse listar, "a paradinha" seria imeeeeeennnnnnnnnsa. Há muitos craques goleando na rede.

Espero que seus leitores apreciem o poema.

2010 supimpa para todos!

Namastê!


- Henrique Pimenta

Janaina Amado disse...

Gostei tanto do poema do Henrique Pimenta, que fui lá conferir, e achei outros muito bons.

José Carlos Mendes Brandão disse...

Este poema é uma felicidade.

A poesia está nos blogues.

Nas panelinhas ou igrejinhas literárias ficam as cozinheiras ou as beatas a resmungar.

Não há como se conhecer tudo que se publica. O blog é a solução - sem as intermediações indesejáveis, porque contaminadas no nascedouro.

Nydia Bonetti disse...

Gerana

Henrique é um apaixonado pelo soneto e insiste nele. Na minha opinião, se ele investisse nos versos livres, seria finalmente reconhecido como o poeta brilhante e raro que é. "Felicidade" é só um exemplo. Puro talento.

A d o r e i o "resmungo das beatas das igrejinhas literárias" do Brandão. (risos)

beijos

nina rizzi disse...

Gerana, um prazer descobrir seu blogue, através do Pimenta, ua alegre surpresa.

Parabéns aos dois.
Um beijo.

Mirse Maria disse...

Gerana, Henrique é nosso MESTRE em fina sintonia nos sonetos belos que escreve. Torço para que ele não fique muito famoso e ganhe o mundo e nós, seus leitores, ficaríamos sem nosso sonetista maior.

Sua escolha foi perfeita!

Parabéns à ambos

Mirse

betina moraes disse...

o poeta henrique pimenta merece muitas publicações, tem um talento imenso e é um cara muito legal!

o poema es-colhido é belíssimo, tanto na construção quanto na inspiração,

parabéns ao blog por trazer o verso dele até aqui.

grande abraço.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Bar do bardo é parada obrigatoria quando meu pc começa a turbinar. Vou conferir as dicas novas, sempre é bom aumentar a rede de palavras dentro de nós.

Bernardo Guimarães disse...

nilson pedro hj é mais que meu poeta preferido: é meu guru. já disse em outra oportunidade que leio o blag todo dia pra saber o que fazer da vida. ou pelo menos, como vou fazer.

maria guimarães sampaio disse...

gostei da amostra grátis, vou lá na casa paterna.

João Renato disse...

Cara Gerana,
Descobri seu blog hoje, gostei muito e vou comentar porque esse assunto também me intriga.
A poesia nos blogs da internet é um pouco como a das livrarias: tem do melhor e do pior. Mas, talvez, devido à facilidade de criar um blog, exista muita coisa amadora na rede. Mas também tem poesia boa perdida, porque um blog é uma palha no palheiro.
Mas o papel não melhora nenhum poema.
Acho que se Drummond, Quintana, Murilo ou Gullar estivessem começando sua trajetória hoje também teriam um blog.
Um abraço, e bom 2010.
JR.

Gisele Freire disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gisele Freire disse...

Gerana
É um ótimo poema!
Boa escolha, tens mesmo bom gosto :)
Sou um bocado suspeita, mas gosto muito da poesia do Henrique, ele é ótimo, em sonetos, versos livres, kaikus, é um mestre!
Aproveito para desejar um ano de paz e amor pra ti e agradecer tua cia sempre tão amável.
Bjs
Gi

Ana Tapadas disse...

Olá Gerana!
Que tenhas tido umas boas entradas.
Por aqui, vejo/leio, continua a qualidade e a boa selecção. Excelente este poema! Voltarei para ler o link.
Beijinhos

Ana Cecília disse...

Também eu "freqüento" o Bar do Bardo e aprecio seu talento e finíssima ironia - em verso livre tanto quanto em sonetos.
O seu termômetro, Gerana, sempre muito sensível!

Nilson disse...

Oi, Gerana, aqui estou, atrasadíssimo, depois de vésperas e inícios de férias bem atribuladas. Obrigado, mais uma vez, pelo incentivo. E tb por mais uma excelente dica: a poesia de Henrique Pimenta. Gracias!!!

Nilson disse...

Oi, Gerana, aqui estou, atrasadíssimo, depois de vésperas e inícios de férias bem atribuladas. Obrigado, mais uma vez, pelo incentivo. E tb por mais uma excelente dica: a poesia de Henrique Pimenta. Gracias!!!

Anônimo disse...

Nice post and this enter helped me alot in my college assignement. Gratefulness you for your information.