quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

SEXTA-FEIRA: MYRIAM FRAGA NOS ENCONTROS LITERÁRIOS DA ALB


HELENA
-------------Myriam Fraga

Ele estava parado
À entrada da sala.

Olhos postos no chão,
Os pés unidos,
E a seda da túnica
Flutuando
Sobre o torso flexível.

Das sandálias de couro
Alongavam-se as pernas
Como mastros de um navio.

Tanta beleza, meu Deus!

Em mim cavou-se o abismo.
Recuaram, como onda na praia,
Os artifícios
Que ainda me mantinham,

E o precipício
Atraiu-me com um som
Claro de sinos.

Deixei para trás o lar,
O marido e os filhos,
A chama da lareira
Mudou-se em pedra fria.
Mas a deusa foi cruel.

Cada beijo de amor
Transformava-se em crime,
Por cada instante de paixão
Cobrava-se o dízimo.

Tróia foi apenas um sonho.

Resta a sombra do cavalo,
Como uma estátua,
Na praça.
Restam ruínas, destroços...
A morte no meu leito
E o vingador à porta.

in Poesia Reunida (Salvador: Assembléia Legislativa do Estado da Bahia, 2008).

10 comentários:

BLOG DO DIADORIM disse...

Gerana, a que horas será o evento? Obrigada.

Em tempo: no blog http://mulhereliteratura.blogspot.com há uma postagem sobre Myriam. dê um pulinho lá. Abraço

Ana Tapadas disse...

Adorei! Este poema é magnífico.
Beijinho

Gerana Damulakis disse...

Há tantos poemas que poderiam ser escolhidos. Creio que "Helena" mostra o poder da poesia de Myriam.

'The taming of the shrew' reedited: disse...

Que lindo! Fiquei encantada com o poema e com a descoberta. Quero conhecer mais sobre Myriam Fraga (aqui, sempre aprendo).

Pesquisarei sobre a revista que você comentou, para aprender mais. O trabalho de Steinberg é genial.

Volto depois da mini-maratona :) Quero curtir com calma os poetas gregos. Que seu dia seja leve e feliz, querida. Com o olhar de sempre para o Cristo.

Assis Freitas disse...

Míriam Fraga é uma poeta absoluta. Sem senões. Compartilha o panteão dos grandes mestres. E abusa de um lirismo avassalador.

Gustavo Felicíssimo disse...

Gerana, como é bonito esse poema. Ele está na seleção do encontro. Focarei minha leitura da poesia de Myriam na mitologia grega.

Maria Muadiê disse...

lindo,lindo,lindo...

glaucia lemos disse...

Estive lá, como a todos. Muito bom. Myriam e sua sensibilidade contagiante. Ildásio e sua poesia perfeita e performance impagável. Os críticos também merecem menção.

Nilson disse...

Magistral!

Gerana Damulakis disse...

Ouvir o poema "Helena" dito na voz da própria Myriam foi emocionante. Momento inesquecível.
O mais interessante nos Encontros Literários da ALB é a oportunidade de ouvir os escritores lendo o que criaram: o tom diz muito.