segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

O LIVRO NEGRO


"Nada é tão espantoso quanto a vida!" (...) "Exceto a literatura"

Orhan Pamuk

Um comentário:

gláucia lemos disse...

Em matéria de espantoso, amigo,nada ganha mesmo para a vida. Porque nós, a cada passo, a cada atitude, a cada palavra, a cada reação, inconscientemente,concorremos para tanto. Somos a consequência de nós mesmos, e nos espantamos com aquilo em que tornamos a vida. Eu sei disso.