sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

PARABÉNS PARA ORDEP SERRA

Gerana Damulakis


Fui com Aramis para a reunião dos três escritores que avaliaram o Concurso Nacional de Contos da Academia de Letras da Bahia/Braskem. Da comissão fizeram parte os acadêmicos Aramis Ribeiro Costa, Aleilton Fonseca e o queridíssimo Antônio Torres, autor da Trilogia Brasil, nome dado por mim em resenha sobre os romances Essa Terra, O cachorro e o lobo e Pelo fundo da agulha, todos publicados pela Record. Como a doutora em Letras, Rosana Patrício, também compareceu, acompanhando sua cara metade (Aleilton, claro), nós duas ficamos conversando (não trocamos uma palavra sobre literatura, por mais incrível que possa parecer) naquele sofá da sala principal da Academia enquanto os três falavam sobre os originais. Logo ouvimos que chegaram rapidamente ao vencedor. Torres veio do Rio de Janeiro já decidido com o primeiro lugar para o original Sete Portas, o que coincidiu com Aramis. Já Aleilton tinha Sete Portas e um outro título como seus preferidos, mas imediatamente decidiu-se também pelo original que entusiasmou a todos os três. Antônio Torres confessou que se emocionou bastante com a leitura de um dos contos - trata-se do conto intitulado "Cachoeira, a outra".
Voltando aos instantes anteriores ao final da reunião, estávamos Rosana e eu conversando e conversando (parece até aquele verso de T. S. Eliot, em "A canção de amor de J. Alfred Prufrock": "No saguão as mulheres vêm e vão") e, então, o presidente da Academia de Letras da Bahia, Edivaldo Boaventura, chegou, para, desta feita, ouvirmos Aramis dizer: "Sabem que é o autor?". Tinham aberto o envelope que revelava o verdadeiro nome do escritor, até ali conhecido apenas pelo pseudônimo: "O autor é Ordep Serra, antropólogo, autor de mais de uma dezena de livros em sua área, mas inédito em ficção". Ligaram para comunicar o prêmio, falaram com Ordep. Posso dizer que os três estavam tão contentes. Foi uma bonita reunião, a unanimidade é sempre encantadora, é uma comunhão (koinonia, ou seja, o que se tem em comum, o que se partilha, se ainda lembro algo do grego): mérito do escritor premiado.


3 comentários:

martinelli disse...

Gerana

Muito obrigada pelos parabéns deixados no blog de Ordep!

Estamos todos muito felizes e orgulhosos - ouso dizer que eu (filha, webmaster e bacharel em Letras) mais do que ninguém.

Grande abraco, Marina Martinelli

gláucia lemos disse...

Parabéns para Ordep Serra e também para a comissão que, como sempre, julga com lisura. E para a Academia que continua com esse trabalho aqui, na boa terra, onde tudo de cultura começa, e vai diluindo, diluindo... diluin... até que nao tem mais.

googler disse...

It seems my language skills need to be strengthened, because I totally can not read your information, but I think this is a good BLOG
jordan shoes