sexta-feira, 10 de outubro de 2008

MIRADA

Gerana Damulakis


para os grandes CDA e Mario Quintana

Possuo uma ânsia de andar este caminho

e concentrar as alegrias momentâneas

de viver completamente

uma fantasia que se fez real.

Possuo tanta angústia - muita angústia -,

muita consciência e muito medo

e uma dúvida constante nestes instantes

que me cobre e me pergunta

sobre o limite.

Possuo lágrimas de emoção

e risos de satisfação.

E possuo, finalmente, a certeza da tênue

fronteira entre a plenitude da vida

e o abismo do fim

- e daí me consumo.

De Guardador de Mitos. Homenagem a Carlos Drummond de Andrade e Mario Quintana, Praça da Alfândega, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, por rvolcan, retirada do Flickr.

3 comentários:

gláucia lemos disse...

GErana, com esta você pôs a coroa em sua cabeça. Uma reflexão de mestre. Parabéns.Beijo.

Casulo Temporário disse...

Querida Gerana,

é sempre bom passar por aqui e alimentar-se de preciosidades.
Compreendo como é este esvair-se na vertigem de palavras que nos resgatam.
Um abraço,
Ana Cecília

Nilson disse...

Bela mirada, Gerana.